“Nós gatos já nascemos pobres. Porém, já nascemos livres. Senhor, senhora ou senhorio. Felino, não reconhecerás.”

        Homenagem ao gatinho que em minha porta bateu e leite pediu. Quem negaria a um pequenininho desse abrigo e comida? Ainda mais acoado por três grandes cães? Pois é, devia ser muito filhotinho, só bebia leite que dei com meu dedo, nem mamadeira eu tinha. Coloquei-o numa caixinha, e lá ficou. Pensei: e agora? Mas, de madrugada sua mamãe veio resgatá-lo. Fiquei eu, a ração, a caixinha e o pipi cat. O gato se foi com sua mamãe. Bye Kitty… saudades de tudo o que poderia ter sido, mas não foi… snifff…..

“O meu mundo era o apartamento
Detefon, almofada e trato
Todo dia filé-mignon
Ou mesmo um bom filé…de gato
Me diziam, todo momento
Fique em casa, não tome vento
Mas é duro ficar na sua
Quando à luz da lua
Tantos gatos pela rua
Toda a noite vão cantando assim

Nós, gatos, já nascemos pobres
Porém, já nascemos livres
Senhor, senhora ou senhorio
Felino, não reconhecerás

De manhã eu voltei pra casa
Fui barrada na portaria
Sem filé e sem almofada
Por causa da cantoria
Mas agora o meu dia-a-dia
É no meio da gataria
Pela rua virando lata
Eu sou mais eu, mais gata
Numa louca serenata
Que de noite sai cantando assim

Nós, gatos, já nascemos pobres
Porém, já nascemos livres
Senhor, senhora ou senhorio
Felino, não reconhecerás”

Anúncios

Sobre ricardonagy

USP/PUC-SP. Bacharel em Direito PUC-SP. Pós-graduando em Direito Civil pela EPM-TJSP. Bacharel e Licenciado Letras inglês/português USP. Pós-graduado em Tecnologias Interativas Aplicadas à Educação PUC-SP.
Esse post foi publicado em curiosidades, poesia e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para “Nós gatos já nascemos pobres. Porém, já nascemos livres. Senhor, senhora ou senhorio. Felino, não reconhecerás.”

  1. Carol Lojo disse:

    OUUUUNNNNNN s2 Adogoooooooo

  2. Angelina disse:

    Hahaha, adorei! E AMOOO essa música! Fez parte da minha infância!

  3. Ana disse:

    Procurava pela letra desta música e achei mais que uma letra… Gracias!
    Tentarei enviá-la assim para meu email. Na dúvida pode me enviar também?

  4. Carla disse:

    Eu amo gatos. São limpinhos, lindos, carinhosos e muito companheiros sim, pois quem diz o contrário, é porque nunca teve um. Dóceis e meigos, são vítimas de preconceitos e freqüentemente taxados de falsos e interesseiros, ou mesmo, portadores de má sorte, razões pelas quais encontramos inúmeros deles, abandonados pelas ruas, muitas vezes com marcas de agressões. Lembrando que, nenhum animal é como o ser-humano, capaz de nutrir sentimentos de ódio ou vingança, seja ele gato, cachorro ou outro qualquer. Muito fofa essa sua foto alimentando o gatinho com o dedo, fica a dica de usar um conta-gotas da próxima vez, já fiz isso várias vezes…

  5. Giaele disse:

    Que legal essa musuca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s