Peal Jam: Jeremy. Bullying. Pais ausentes. Dever de cuidado. Children: don’t talk to strangers. Parents: don’t be strangers.

A música Jeremy da banda de Seatle, Pearl Jam, sem dúvida alguma representa, brilhantemente, duas tristes realidades: a dos pais ausentes e a do bullying.

São realidades infelizmente cada vez mais comuns no nosso frenético cotidiano, que pude muitas vezes presenciar. As escolas e cursos são vistos como verdadeiras ‘creches’, que acabam por se responsabilizar pela educação dos filhos. Uma vez li num anúncio: Children, don’t talk to strangers. Parents, don’t be strangers. Achei genial. Uma realidade triste e cada vez mais comum, infelizmente.

Na frenética busca do dinheiro para alimentar todas as ânsias consumistas pelas quais somos bombardeados diariamente, esquecemos o nosso lado humano. Muitas vezes acabamos por achar que dar algo material é mais valoroso do que estar perto ou dar atenção.  A música de Pearl Jam mostra bem isso na parte: “Daddy didn’t give attention, to the fact that mommy didn’t care. “, isto é, o pai não prestou atenção no fato de a mãe não ligar.

O dever de cuidado precisou ser definido em lei, preocupante, não?

Constituição Federal “Art. 229. Os pais têm o dever de assistir, criar e educar os filhos menores, e os filhos maiores têm o dever de ajudar e amparar os pais na velhice, carência ou enfermidade.”

e no nosso Código Civil: “Art. 932. São também responsáveis pela reparação civil:  I – os pais, pelos filhos menores que estiverem sob sua autoridade e em sua companhia;”

“Art. 1.579. O divórcio não modificará os direitos e deveres dos pais em relação aos filhos.

Parágrafo único. Novo casamento de qualquer dos pais, ou de ambos, não poderá importar restrições aos direitos e deveres previstos neste artigo.”

Outra triste realidade, que pode deixar marcas indeléveis é o bullying. O que aparentemente é uma brincadeira pode significar uma grande mácula no ego das pessoas, ferindo-as e traumatizando-as para o resto da vida. Na música: “Clearly I remember/ Picking on the boy/ Seemed a harmless little fuck/ Oh, but we unleashed a lion”(…), isto é, lembro-me claramente, perseguindo o garoto, parecia uma sacanagem inocente, mas libertamos um leão…”. O vídeo clipe abaixo, tem a letra traduzida. Vale a pena. Cheers!

Jeremy

Pearl Jam

At home
Drawing pictures of mountain tops
With him on top, lemon yellow Sun
Arms raised in a “V”
The dead lay in pools of maroon below

Daddy didn’t give attention
To the fact that mommy didn’t care
King Jeremy the wicked
Oh, ruled his world

(2x)
Jeremy spoke in class today

Clearly I remember
Picking on the boy
Seemed a harmless little fuck

Oh, but we unleashed a lion
Gnashed his teeth
And bit the recess lady’s breast

How could I forget?
And he hit me with a surprise left
My jaw left hurting

Oh, dropped wide open
Just like the day
Oh, like the day I heard

Daddy didn’t give affection, no
And the boy was something
That mommy wouldn’t wear
King Jeremy the wicked
Oh, ruled his world

(3x)
Jeremy spoke in class today

Try to forget this (Try to forget this)
Try to erase this (Try to erase this)
From the blackboard

(2x)
Jeremy spoke in class today

(2x)
Jeremy spoke
Spoke

Jeremy spoke in class today

About ricardonagy

Bacharel Direito PUC-SP. Pós-graduando em Direito Civil pela EPM-TJSP. Bacharel e Licenciado Letras inglês/português USP. Pós-graduado em Tecnologias Interativas Aplicadas à Educação PUC-SP.
This entry was posted in cidadania, curiosidades, direito and tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s