Santos Dumont: o pai das Cataratas do Iguaçu! “Nós somos o povo das maximas expansões e da maior indifferença”. Infográfico Estadão.

Santos-Dumont_No._5_-_1901-07-13_attempt_06h55

Santos Dumont contornando a Torre Eiffel com seu dirigível, em 13 de julho de 1901.

Maior brasileiro de prestígio internacional, Alberto Santos Dumont nasceu em 20 de julho de 1873, em Cabangu, Minas Gerais e suicidou-se com apenas 59 anos na cidade de Guarujá-SP, em 23 de julho de 1932.

Ganhou destaque na Belle Epoque (+/- 1890 até eclosão da Primeira Guerra, 1914), que imprimia novos modos de pensar (Rimbaud, Bodelaire, Balzac, modernismo no Brasil); grandes inovações tecnológicas como o telefone, o telégrafo sem fio, o cinema, a bicicleta, o automóvel, o avião; novos modos de se vestir (Coco Chanel), o impressionismo e a Art Nouveau e outras efervescências, vividas com intensidade por este entusiasta  de pouco mais de 1,50 de altura.

Sem problemas de dinheiro, pois havia herdado uma fortuna do pai cafeicultor, passou a desfrutar os hábitos da elite parisiense. Era conhecido por sua ousadia e generosidade. Quando ganhou o prêmio “Deutsch”, em 19 de outubro de 1901, cujo desafio era levantar voo de Saint-Cloud, circum-navegar a Torre Eiffel e retornar em menos de 30 minutos, recebeu a soma de 100.000 francos, distribuindo-a em partes iguais a seus trabalhadores e a mendigos de Paris.

Tamanho era seu prestígio como inventor que, em abril de 1902, Santos Dumont viajou para os Estados Unidos onde visitou os laboratórios de Thomas Edison e foi recebido pelo presidente Theodore Roosevelt.

santos dumont seloO relógio de pulso, por exemplo, foi criado por seu famoso amigo, o relojoeiro Louis Cartier, em 1904, a pedido de Santos Dumont, que ficava incomodado com o fato de ter que tirar a mão do controle dos balões para sacar o relógio de bolso.

 Em 23 de outubro de 1906, no Campo de Bagatelle, o 14-Bis voou por uma distância de 60 metros, a três metros de altura e conquistou a Taça Archdeacon.

Porém, um dos feitos mais importantes de Santos-Dumont para o País é completamente desconhecido da maioria dos brasileiros. Em 1916, após visitar Estados Unidos, Chile e Argentina, o inventor foi às Cataratas do Iguaçu. O destemido Dumont não hesitou em subir num tronco de árvore caído sobre as quedas, indo à beira do abismo para apreciar a incrível vista da Garganta do Diabo.

santos dumonst carro alegórico

Publicação de 19 de fevereiro de 1902 traz foto de um carro alegórico do carnaval de Nice, na França, homenageando Santos-Dumont.

Fascinado com a beleza do lugar, ao saber que era propriedade particular do uruguaio Jesus Val, resolveu ir a Curitiba propor ao então presidente do Paraná a desapropriação da área e a criação de um parque. Como não havia estrada em mais da metade do caminho, foi a cavalo até Guarapuava. Saiu de Foz do Iguaçu e enfrentou mais de 300 quilômetros pela mata virgem, seguindo pelo aceiro que protegia a linha aberta pela Comissão Telegráfica General Bormann, do Exército, acompanhado de um soldado e do encarregado de manutenção da linha.

Ficou conhecida como a ‘Cavalgada Patriótica’, que durou seis dias, continuando a viagem de carro e trem até Curitiba. Recebido em 8 de maio, pelo então presidente do Estado, Affonso Alves de Camargo, convencendo-o a desapropriar as terras no lado brasileiro das cataratas, o que foi feito menos de 80 dias depois pelo Decreto 653, de 28 de julho de 1916.

ARQUIVO / 15/08/1970 / METROPOLE / SANTOS DUMOND / CACHOEIRA DO IGUAÇÚ - Foz do Iguaçu - vista do Hotel das Cataratas. FOTO ARQUIVO/ESTADAO

ARQUIVO / 15/08/1970 / METROPOLE / SANTOS DUMOND / CACHOEIRA DO IGUAÇÚ – Foz do Iguaçu – vista do Hotel das Cataratas. FOTO ARQUIVO/ESTADAO

Da capital paranaense, o aviador viajou de trem para Paranaguá. Em cada cidade aonde chegava, uma multidão o aguardava. De volta a São Paulo, falou sobre a viagem na entrevista ‘Conversando com Santos Dumont’, publicada na página 2 do Estado em 11 de maio de 1916. Nela, há que se observar uma característica típica do brasileiro, não fosse tão antiga e tão atual: “Nós somos o povo das maximas expansões e da maior indifferença. Ou nos desmanchamos num enthusiasmo descompassado ou nos encolhemos na apathia mais desoladora. Meio termo, o precioso meio termo equilibrado das manifestações sinceras, é coisa que não conhecemos. (…) ” A crítica permanece atual. O país das abundâncias, das maravilhas naturais, de um potencial incrível, embora tenha momentos de euforia absoluta, mergulha-se, historicamente, nessa apatia desoladora.

Este olhar de fora, tão precioso, trazido por Santos-Dumont, é importante para que tenhamos noção de nosso potencial e de nossa capacidade de realizar coisas grandiosas e vejamos que não somos primeiro mundo porque somos e fomos mal administrados e maus administradores.

conversando com Santos DumontEnfim, o genial Santos-Dumont teve um fim trágico com seu suicídio em um quarto de hotel no Guarujá, após ter passeado pela praia de Pitangueiras. Os laudos são incertos e obscuros. Especula-se que ele era bipolar, o que era respaldado por diversas internações e remédios que havia recebido na França. Há também quem diga que Dumont se entristeceu ao ver aviões jogando bombas durante a Revolução Constitucionalista de 1932, ficando muito desgostoso. De qualquer forma, fica aqui minha pequena homenagem a um dos maiores inventores e entusiasta de inovação que tivemos. Cheers.

fontes:

jornal ‘O Estado de São Paulo’

Smithsonian education:

http://www.smithsonianeducation.org/scitech/impacto/graphic/aviation/alberto.html

Link interessante: 20 curiosidades sobre Santos Dumont, Jornal ‘O Estado de São Paulo’.

About ricardonagy

Bacharel Direito PUC-SP. Pós-graduando em Direito Civil pela EPM-TJSP. Bacharel e Licenciado Letras inglês/português USP. Pós-graduado em Tecnologias Interativas Aplicadas à Educação PUC-SP.
This entry was posted in curiosidades, dicas culturais, documentário, educação and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s